Ir para o conteúdo

Mirante do Paranapanema - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Mirante do Paranapanema - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
04
04 AGO 2022
Semana de Combate a Leishmaniose
enviar para um amigo
receba notícias
___Como parte das ações alusivas a Semana de Combate a Leishmaniose, que será de 08 a 12 de agosto neste ano. Os representantes da administração municipal, Pedro Padovan  e Karina Calado (Enfermeira) estiveram nesta quarta-feira (03) ministrando palestra na E.E.E.I. Profª Maria Aparecida de Azeredo Passos. 

No momento, os presentes foram informados sobre o que é  a leishmaniose, formas de prevenção e tratamento. A ação tem por objetivo informar e orientar a comunidade em geral sobre a doença. 

Administração ressalta que por meio de sua rede social durante a semana, promoverá informações sobre leishmaniose canina; leishmaniose humana visceral, serão realizados também testes rápidos para leishmaniose canina em alguns bairros da cidade.

___Mas o que é a leishmaniose?

A leishmaniose é uma doença parasitária infecciosa não contagiosa, causada pelo protozoário Leishmania chagasi, e transmitida através da picada de flebotomíneos infectados. Tem como fonte de infecção os reservatórios, que no ambiente urbano o principal é o cão, e no ambiente silvestre as raposas. Podendo se manifestar de duas formas: a Leishmaniose Tegumentar ou Cutânea e a Leishmaniose Visceral ou Calazar.

Os sinais e sintomas podem aparecer, em média, entre 2 a 6 meses, e o paciente manifesta, principalmente, febre prolongada e irregular (mais de 7 dias); falta de apetite e perda de peso; aumento de volume abdominal (pelo aumento do fígado e baço); anemia e fraqueza. Já no cão, o animal pode apresentar perda de pelos, descamação da pele, sobretudo no focinho, úlceras na pele, mais comum na orelha, na cauda e no focinho, emagrecimento, desânimo e alto crescimento das unhas.
.
.
.
.
.
#Combata #leishmaniose #saude #GovernodeMirante #TrabalhoContinua
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia